7 erros que uma revendedora de semijoias não deve cometer

7 erros que uma revendedora de semijoias não deve cometer

Ser uma revendedora de semijoias pode ser uma ótima opção para aumentar a renda, mas empreender no Brasil não é fácil, principalmente em um ramo que se trabalha sozinha, ganhando experiência, muitas vezes, apenas na prática.

Por isso, se você é iniciante na revenda de semijoias por atacado, aprenda 7 erros que uma revendedora de semijoias profissional não deve cometer e aprimore suas estratégias!

  1. Interrupções durante o atendimento à cliente

Em qualquer atendimento às suas clientes, seja por telefone ou presencialmente, seu foco deve estar inteiramente nelas.

Por isso, sempre reserve um horário fixo do seu dia dedicado à essa cliente, planejando bem seu tempo na agenda.

Por mais importante que possa parecer uma chamada no celular, a não ser em casos específicos e de urgência, é melhor não atender.

Toda cliente quer se sentir única e exclusiva, portanto, ela precisa ver que você a trata dessa forma.

  1. Agredir a concorrência

Ao iniciar as vendas das suas semijoias, você vai perceber que é muito comum receber clientes com muitas objeções, principalmente sobre o preço do seu produto e comparações com a concorrência.

Porém, falar mal do concorrente passa a sensação que você não tem tanta credibilidade ou profissionalismo.

Mesmo em momentos que sua cliente fale mal do concorrente, apenas foque em valorizar o diferencial do seu produto, e não desmerecer o produto do outro.

  1. Mostruário desorganizado

Como outros ramos da moda, o segmento de acessórios e semijoias tem bastante apelo visual, ou seja, muitas clientes vão comprar um produto apenas por achá-lo maravilhoso.

Porém, a sua peça mais bonita pode parecer não tão brilhante se estiver em meio a correntes bagunçadas e desorganizadas.

Organize as peças pelas suas características e, principalmente, de acordo com a personalidade de cada cliente.

  1. Perder tendências e novidades

No mundo dos acessórios, as tendências e novidades da moda são ideais para engajar mais as clientes.

Por isso, um erro comum das revendedoras é não ficar atenta às novidades, principalmente com o fenômeno das blogueiras e influenciadoras que estão constantemente ditando a moda dos acessórios.

Além disso não te destacar da concorrência, você pode perder vendas simplesmente por estar fora do timing. 

  1. Não ter metas

Apenas comprar e revender produtos não é a melhor maneira de atuar com semijoias. Uma revendedora de sucesso deve estabelecer objetivos e metas, focando em não se distanciar delas.

Só assim é possível analisar as métricas do seu desempenho, prever custos e ações futuras.

  1. Não investir no pós-venda

Engana-se quem acha que fazer uma venda para uma cliente e lucrar no volume é uma forma saudável de manter o negócio.

O ideal é reduzir os custos para adquirir novos clientes e sim, aumentar as vendas para as clientes atuais.

Por isso, construa uma relação de pós-venda com as clientes, seja entrando em contato pelo WhatsApp, dando dicas por e-mails ou oferecendo descontos em novos produtos pelo telefone.

Mas nunca cometa o erro de “esquecer” da cliente depois de vender.

  1. Não divulgar as semijoias online

Por último, considerando que 62% da população brasileira está ativa nas redes sociais, uma revendedora de sucesso não deve esquecer de divulgar seus acessórios online.

O investimento nesses canais é muito baixo, já que algumas das redes sociais mais usadas são gratuitas.

Além disso, provavelmente suas clientes usam alguma das redes todos os dias para se informarem ou manterem contato com os amigos/familiares, sendo um ótimo jeito de entregar conteúdo a elas sem ser invasiva.

Agora que você já sabe os 7 erros que uma revendedora não deve cometer, comente o que achou do nosso artigo!